Review: “Pokémon Origins” – 4 episódios que valem mais do que uma temporada!

Review: “Pokémon Origins” – 4 episódios que valem mais do que uma temporada!

0

Olá, Geeks! Dessa vez, o post conjunto não é sobre literatura. Marina Ciavatta e Nivia Fernandes vêm para falar sobre uma minissérie anime super nostálgica para gamers e para quem apenas acompanhava o anime quando era mais novinho.

“Pokémon Origins” foi lançado no Japão em 2013, e foi um pouco difícil encontrar uma versão disponível legal para assistir aos quatro episódios. O mais aconselhável é a versão dublada em inglês, embora o áudio original em japonês seja muito curioso de se ouvir.

Bem, agradar fãs dos jogos e os fãs nostálgicos dos animes é uma coisa realmente difícil, porque as discrepâncias são gritantes. Difícil mesmo é convencer os lados de se conversarem sem rolar fire punch ou scratch. Mas a série consegue amainar os ânimos e arrancar suor macho do cantinho de nossos olhos. Afinal, nostalgia é um sentimento legal e não importa de onde veio.

Bom, “Pokémon” é um anime baseado em um jogo. A questão é que, se você apenas viu os animes e não jogou as primeiras versões, não deve ter muita ideia de alguns detalhes. Os jogos (os primeiros) falam sobre a jornada que começou com Red, um garoto simples da cidade de Palet. Red se torna um treinador poderosíssimo, e hoje é idolatrado por todos que jogam os games. Blue é mais ambicioso e focado em ganhar as batalhas, sendo mais estratégico, escolhendo pokémons que tenham vantagem sobre o adversário. Então ele é menos emocional com os pokémons, sendo bem diferente de Red, mas ainda assim forte.

redgreen

Um gamer pode vir aqui nos dar uma bronca merecida por chamarmos o rival de Blue e não de Green. Então, uma breve explicação: os dois primeiros jogos lançados no Japão foram Pokémon Red e Green. Quando veio para o ocidente, mudaram o nome do segundo jogo para Blue… Mas ainda assim, originalmente, o personagem é Green. Porém, quando traduzem o nome dele para qualquer país ocidental, vira Blue por causa da primeira versão de jogo que veio para cá… Vamos seguir chamando o personagem de Blue mesmo, mas pensem nisso quando assistirem ao primeiro episódio de “Pokémon Origins” – ele faz mais sentido quando Green/Blue escolhe Squirtle em vez de Bulbassaur. Ok?

ashAgora, vamos falar do Ash. Vamos, vamos, não revirem os olhos. Ash é um menino meio palerma, também da cidade de Palet, que um dia tentaram fazer parecer com o Red porque essa era a ideia, colocar no anime um Red mais infantil. Só que não rolou. Mas em um desenho que foi direcionado para crianças geralmente precisamos aceitar mudanças de personalidade nessas situações…

De repente, no anime, Ash se torna amigo de Brock e Misty, dois treinadores de ginásio (que no jogo, são bem fortinhos, aliás), e vai viver suas aventuras por aí. Red jamais teve parceiros de aventura. Tudo o que Red teve foi a rivalidade de Blue, neto do professor Oak (professor Carvalho, pros amigos do primeiro anime). Red tinha um foco absoluto em aprimorar seus pokémons e fortalecer o elo emocional com eles, sendo um amigo fiel de todos, inclusive de seu Charizard. Ash parte em trio pelas cidades capturando pokémons em modo aleatório. Mas não podemos reclamar dos laços que ele criou com seus pokémons do anime (se você não chorou que nem uma menininha quando a Butterfree foi embora, você precisa assoprar a fita da sua infância e dar reset). Essa é a única semelhança que podemos estabelecer entre Red e Ash, aliás.

O Ash é quase uma Horcrux, como já dito, e a Equipe Rocket não é aquela besta do anime que só faz trapalhada. Eles são ruins de verdade, aprontam pra caramba, e esse é o tipo de boss que precisa enfrentar nos jogos. Eles não têm a mínima consideração por seus pokémons. Foi muito interessante ver isso nos episódios de “Pokémon Origins”. Ou seja, deixando o baitola do James (mas Marina o ama mesmo assim) para trás, vemos vilões que realmente estão ali para decolar na velocidade da luz e deixar Red preparado para lutar, lutar, lutar! (Meow, é isso aí!)

Assim, você vai sedento ver “Pokémon Origins” e logo nos primeiros minutos entende que aquilo é mesmo a origem da bagaça. Sem amenidades, e ainda no formato antigo do jogo antes de começar o episódio e depois que ele termina! Para quem jogava, é uma ótima homenagem. Para quem gostava da música medonha de Lavender Town, ela tá lá também…!

Para completar a Pokédex, Red é muito mais efetivo do que Ash. Aliás, em todos os outros sentidos também. E é exatamente isso que o novo anime mostra. Deixando Ash, o menino imortal congelado no tempo, para trás, Red toma a cena e, junto de seu rival Blue, vai atrás da conquista do mundo pokémon para completar a Pokédex e se tornar o maior treinador de todos os tempos.

RedOrigins

As batalhas pokémons são muito mais realistas e empolgantes no Origins (e me desculpem o mísero spoiler, mas todo mundo deve sentir o coração apertar com aquele primeiro bite do Squirtle no Charmander, fala sério). Os episódios passam muito mais a realidade do jogo, são fiéis ao extremo à história e até ao cenário! Embora sejam muito curtos, os episódios são bem interligados e um ótimo resumo do que você, geek, certamente veria em versão estendida se tivesse mais tempo. Com traços muito mais dinâmicos e interessantes, você termina o quarto episódio querendo muito mais.

Tá esperando o que para caçar essa maravilha pra assistir e relembrar os 150… (ops, 151!) pokémons no ambiente mais fiel possível? Se prepare, porque vai ser grande a emoção… Pokémon!

 

PS1: Aqui vai grande agradecimento à Karen Alvares pela contribuição de informações sobre os games antigos!

About author
Equipe Geek Vox

Equipe Geek Vox

Doug Oliveira & Rodrigo Maroto. Os Geeks que dão voz ao Geek Vox!

OUÇA NOSSO PODCAST EM: http://geekvox.com.br/geek-vox/

  • JESUSCRISTINHODASANTAMISERICORDIADOWHEENEEWHYNE!!!
    É uma pena que tenha só 4 episódios… ficou um sentimento enorme de quero mais! Praticamente TUDO que eu odiava no anime original está concertado nesse Origins! É uma baaaaita homenagem ao Red/Blue, além de fazer uma ligação bem maneira com o X/Y.

    Eu queria ver mais batalhas, eu queria ver mais interações com os personagens e, principalmente, eu queria ver o Red chegar no Ash e gritar (babando e cuspindo) na cara dele: APRENDE A SER UM TREINADOR POKÉMON! TIRA ESSE BONÉ BRANCO E VERMELHO QUE VOCÊ É MOLEQUE!!!

    Red s2 s2

  • Eu sempre tive uma história de amor e ódio com o anime! Quem sabe um dia não entra lá no meu GeekOff… um pequeno spoiler: Eu sempre odiei o Ash! Ô bicho burro sem noção!

    Provavelmente terei assistido a todos ainda hoje! YAHOOOOOOOOOOOOOO

  • Keoma Souza

    eu assisti e jah no primeiro episodio eu para olhei para um lado para o outro e falei PUTA QUE PARIUU, se tivesse um anime propio ou seja com temporadas ia ser de fude XD, uma coisa que eu estava esperando no pokemon origins era que o ash aparecesse e tivesse uma batalha ia ser épica.

  • Karen Alvares

    Que post incrível! Babei aqui, falou todo o sentimento. Falando como uma gamer viciada em Pokémon, mas também que sente uma certa nostalgia pelo anime (afinal, foi por causa dele que comecei a jogar), o post está impecável. Origins é realmente a origem, imperdível para os fãs.
    Só discordo da recomendação de assistir dublado em inglês. Sou tradicional e sempre gosto de assistir na língua original. Para mim, em japonês faz muito mais sentido. Para quem quiser assistir no original, legendado e com uma boa qualidade, recomendo esse link: http://www.youtube.com/watch?v=XlV-x6Wa79s&hd=1
    Pra mim o Green é o Green e sempre será, nada de Blue. Além do mais, se você assistir em japonês o nome dele faz muito mais sentido (como foi dito no artigo ^^). E, ah, o Red dizendo “Gureeeen” é tãaaao mais legal! 😀
    Ash é um palerma mesmo! Ponto final! hahahahahahahahahaha Mas váaa… ele tem seu valor. Já votei muito o nome dele no jogo também. =)
    Mas o Red chuta bundas com certeza.
    Curtiu a música sinistra de Lavender Town, hein, Nikota? Um CLÁAAASSICO! Experimenta entrar na Torre Pokémon com essa coisa lindinha tocando.
    Que lindo, fui citada! *_____* Quase me senti uma mestre Pokémon! HÁ